A chegada do Talibã ao poder no Afeganistão no último dia 15 gerou forte rejeição da população local e uma série de acontecimentos trágicos, que justificam os receios sbre a nova gestão do grupo fundamentalista frente ao país, após 20 anos de sua destituição pelos Estados Unidos.

Manifestantes foram mortos a tiros enquanto protestavam contra a troca de bandeiras (a tradicional do país foi substituída por uma dos Emirados Islâmicos do Afeganistão) no centro da capital Cabul e outros morreram na tentativa de evacuação pelo principal aeroporto afegão, ainda ocupado por milhares de pessoas.