“Não vai ser uma pessoa a corporificação da práxis, dessa perfeita unidade. Vai ser o trabalho coletivo”. É assim que a socióloga, professora e youtuber, Sabrina Fernandes, tenta mobilizar a esquerda brasileira a voltar a ter o “pé no barro”, como ela mesmo define o trabalho de base que pode ser o grande diferencial nas próximas eleições presidenciais, sem personalismos.

Desde 2017, Fernandes se tornou uma referência nas redes sociais por difundir ideias marxistas de forma prática e didática. Seu canal no Youtube tem cerca de 350 mil inscritos, com vídeos toda semana que abordam questões como ecossocialismo, veganismo, marxismo, salário mínimo, fascismo, entre outros.