Em seu último artigo publicado na Coluna BdF, o jornalista Ayrton Centeno conta sobre uma história de que muito pouco se sabe. É sobre o capitão Sérgio Ribeiro Miranda, também conhecido como Sérgio Macaco, o qual impediu um plano terrorista que definiu como “imoral” e “inadmissível”, pensado pela ditadura militar para culpabilizar a esquerda, assassinar personalidades contrárias ao regime e abrir o caminho das ditaduras na América Latina.

Fechar Menu